Publicado em Educação, Festas com crianças, Maternidade

“Festas” com elas: Sim ou Não?

img_5137-1Com o verão à porta, chegam as festas e para muitos as dúvidas em relação a levarem os filhos consigo.

Que as crianças gostam de festas, isso é bem verdade! Mas também é verdade que as crianças precisam de rotinas e de estar em locais onde se sintam seguras.

A questão de levar ou não levar prende-se, essencialmente com dois aspetos: os pais desejam desfrutar, as crianças terão mil e uma razões para exigir atenção. Existirá compatibilidade de interesses? Ambos ganharão com a partilha destes momentos? Em alguns casos, sim, noutros será preferível ponderar é mesmo com alguma dificuldade deixar a criança em casa.

Para ajudar a decisão há que ter em conta:

@ a idade da criança (até aos seis anos, é um caso a considerar)

@ os hábitos de rotina (higiene, alimentação e sono)

@ o local, hora e duração da festa

Será igualmente importante perceber se existirão outras crianças e espaços adequados para brincar. Sim, porque para uma criança, festa é sinónimo de brincadeira e diversão!

Se a decisão for “festa com elas” seguir uma lista deste género, será meio caminho andado para assegurar que tudo correrá às mil maravilhas:

* explicar à criança onde vão e que comportamento esperam dela (reforçando que está mais crescida ou outro aspeto que relevante)

* definir antecipadamente tarefas entre pais ou outros familiares/amigos, para que não se dê o típico jogo do empurra (a criança não vai gostar) ou que aconteça um acidente por falta de vigilância (quando há muita gente por perto, há probabilidades de acontecer!)

* não levar a criança com fome (evita algumas birras, em caso de alterações ou atrasos! )

* preparar mala com muda de roupa, chapéu e calçado confortável (pode acontecer sujar-se ou sujarem-na)

* levar Kit SOS (toalhitas, protetor solar, repelente, termómetro e medicação para usar em caso febre)

* não esquecer brinquedos/objetos pessoais. De preferencia escolhidos pela criança. (vão ver que ajudam imenso em momentos de crise)

* evitar o recurso a tecnologias, pois limitam a interação da criança com o que está a acontecer à sua volta (estar sossegada não é sinónimo de bem-estar, nem um antídoto para alterações de humor e chamadas de atenção)

* já no local da festa procurar ficar afastado de janelas, portas, escadas e equipamentos (a diminuição de estímulos sonoros e visuais, por norma, propiciam a calma e o auto-controlo).

Se, por outro lado, decidir não levar a criança é importante transmitir-lhe como tudo se irá passar (a conversa deve ser ajustada à sua idade e características individuais).

Parece complexo mas não é.

Afinal, festas com elas?

É mesmo uma questão de opção…

Dúvidas e partilhas →  amordeducacao@gmail.com

⇒ Segue-nos no facebook e Instagram @amor.d3ducacao


Autor:

Sou Educadora de Infância de profissão e coração! Especializei-me na primeira infância e fiz um mestrado em Psicologia Comunitária, que me trouxe conhecimentos diferenciadores ao nível da abordagem sistémica das famílias. Há mais de uma década que desenvolvo uma prática centrada na diferenciação pedagógica e na integração de modelos centrados nas necessidades actuais, dando especial primazia à parte relacional, emocional e afectiva como base de um trabalho de excelência. Há quatro anos decidi criar um blogue sobre educação e nasceu o Amor d`3ducação. Quando tomei esta decisão pensei no prazer de escrever e na oportunidade para partilhar experiências e conhecimento. Numa perspetiva de acrescentar valor ao leitor, vislumbrava que tal seria ampliado através de parcerias, que possibilitassem chegar a mais pessoas e capacitar famílias e crianças. A certificação em KidsCoaching, veio enriquecer todos este percurso e permitir uma visão mais interventiva da educação. Este é um método bastante completo e coerente, baseado numa nova abordagem na educação, em que o estilo de relacionamento dos adultos é capaz de mudar e elevar a criança a um patamar de maior envolvimento, decisão e de realização. E porque sou um dinâmica, curiosa, empenhada, organizada, persistente e com espírito empreendedor… criei este blog para inspirar e ser inspirada! “Tenho em mim todos os sonhos do mundo.” (Fernando Pessoa) Conceição Pereira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s