Publicado em Desenvolvimento infantil, Dicas de Educação, familia, infância, Parentalidade, Solidariedade

Um Natal especial: 10 dicas que prometem fazer sucesso!

Chegou dezembro, o mês do Natal, a festa mais desejada pelas crianças. Sinónimo de magia, casas enfeitadas, da chegada do pai natal, das prendas, da reunião da família, da árvore de natal, do presépio, das tradições, das compras, das luzes por todo o lado e dos doces das mães, tias e avós.

IMG_2189Nesta época, o amor toma outras proporções, cheiros diferentes pairam no ar e o frio confunde-se com o calor das luzes que enfeitam as ruas. Reencontramos familiares e amigos que não víamos há muito, fazemos mais compras e também abusamos nos docinhos.

No Natal ficamos mais predispostos para ajudar o próximo, partilhar o que temos, dar um pouco do nosso tempo e estar com as pessoas de que realmente gostamos.

Mas afinal, o que é o Natal ? O que pensamos está em consonância com o que vivemos? O que verdadeiramente transmitimos às crianças?

No fundo, bem lá fundo, todos sabemos que o Natal é muito mais do que simples palavras bonitas. Assim e porque o Natal é muito mais que uma noite em que recebemos presentes, partilho 10 segredos para termos um Natal especial:

  1. Transmitir à criança que o Natal é a festa do nascimento de Jesus, independentemente das suas crenças ou opções religiosas. Esta é uma história como muitas outras… os livros são excelentes auxiliares e podem criar momentos deliciosos entre pais e filhos!
  2. Envolver as crianças nos preparativos (decoração da casa, confecção de doces tradicionais, programas em família, construir o presépio), transmitindo valores inerentes às tradições da família;
  3. Fazer um calendário do advento com a criança, ajudará a compreender quantos dias faltam até ao dia de Natal. Este calendário pode incluir mensagens, desafios, surpresas, adivinhas e também uns docinhos. Serão momentos divertidos em família;
  4. Substituir o consumo excessivo por prendas criativas feitas com o coração. Deste modo, as crianças aprendem que o valor de uma prenda está na intenção. O maior valor está no sentimento inerente à dádiva e não no ato de comprar;
  5. Mostrar à criança que existem diferentes formas de festejar o Natal. Podem ver juntos vídeos sobre o tema, ou até falar com familiares ou amigos que estão a viver noutros Países;
  6. Assistir a concertos ou eventos de Natal, reforçará laços e cria boas memórias para a vida;
  7. Fazer um lanche com amigos para troca de livros ou brinquedos (usados e claro, em bom estado). A troca pode ser feita através de sorteios ” amigo secreto”.
  8. Tirar uma fotografia de família, com ou sem Pai Natal, para mais tarde recordar;
  9. Definir em família o número de presentes por pessoa, sem contar com o do Pai Natal (Dãaaaaa!). Deste modo, podem evitar-se gastos desnecessários e o principalmente o desperdício, dois conceitos que também podem ser integrados nesta altura do ano;
  10. Ajudar quem precisa é uma excelente forma de transmitir os valores da Solidariedade.  As crianças são “experts “nesta matéria. Podemos envolvê-las na seleção de roupas e brinquedos para doar. O resultado é surpreendente!

Um Natal assim será, com toda a certeza, mais sentido, mais colorido, mais vivido, mais quentinho, mais docinho… será verdadeiramente um Natal especial!

Feliz Natal!

♥ amordeducacao@gmail.com ♥

Acompanhe as novidades no facebook e Instagram @amor.d3ducacao

Publicado em Educação, familia, Histórias, infância, Solidariedade

O prometido é devido!

A poucos dias do fim de mais um ano, aqui me encontro para partilhar convosco o resultado de um desafio surpreendente.

Há já alguns anos que mantenho uma relação próxima com a realidade do acolhimento de crianças. É uma resposta social existente há muitos anos, mas que muitos desconhecem, ou tendem a ignorar.

No início de dezembro criei um evento para recolha de produtos para as crianças do Centro de Acolhimento – Mão Amiga. Esta é uma casa que acolhe temporariamente 12 crianças (0-6anos), um espaço onde se privilegia a individualidade e os afetos. Neste contexto, assumem como compromisso ” Mudar a vida das crianças” preparando-as para um futuro melhor. Que ambição! Vale a pena conhecer esta realidade.

Posso afirmar que conseguimos o objetivo da recolha de várias dezenas de produtos e lá fomos muito contentes fazer a respetiva entrega. A entrega foi feita à Diretora Técnica, que muito agradeceu a iniciativa. De muitas coisas que partilhámos uma ecoou no meu coração e por isso aqui vai: “estas ajudas são vitais para a nossa atividade. O que nos trazem ajuda muito, no entanto como temos muitas crianças, acaba por dar para menos de um mês”.

Só assim se compreende a grandeza de pequenos gestos. Como já dizia a minha avó : “Onde todos ajudam, nada custa!”

Ajudar é muito gratificante, mas mais gratificante é perceber o que conseguimos com a ajuda!

O prometido é devido… aqui fica o meu obrigada a todos que colaboraram. Aos que não conseguiram fazer lançamos o desafio de o fazerem durante o ano que aí vem. ❤️

 

♥ amordeducacao@gmail.com ♥

Acompanha as novidades no facebook e Instagram @amor.d3ducacao